Frases de Nelson Rodrigues

Já confessei aqui, mais de uma vez, que gosto muito de frases e admiro quem, em poucas palavras resume uma mensagem, uma filosofia, um ensinamento.
Mesmo que não concorde com o que está dito, o que me encanta é a beleza da síntese e a combinação inteligente das palavras.
Um grande frasista brasileiro (talvez o maior) é sem dúvida Nelson Rodrigues.
Já mostrei aqui em um post com, frase relacionadas com o futebol e com o seu time do coração (e também o meu) o Fluminense , boa parte delas de Nelson Rodriges.
Mas aqui vão outra frases de cunho geral e independente de concordar ou não com elas, são muito interessantes.
Lembrando também que 2012 é o centenário de nascimento desse dramaturgo, jornalista e escritor brasileiro, nascido em Recife - Pernambuco em 23 de agosto de 1912 e falecido no Rio de Janeiro em 21 de dezembro de 1980.

Vamos à frases:


  • "Se cada um soubesse o que o outro faz dentro de quatro paredes, ninguém se cumprimentava." 
  • "Um filho, numa mulher, é uma transformação. Até uma cretina quando tem um filho melhora." 
  • "A platéia só é respeitosa quando não está entendendo nada." 
  • "Não se apresse em perdoar. A misericórdia também corrompe." 
  • "Só o rosto é indecente. Do pescoço para baixo, podia-se andar nu." 
  • "A liberdade é mais importante do que o pão." 
  • "Nada mais doce, nada mais terno, do que um ex-inimigo."
  • "O sábado é uma ilusão."
  • "Não acredito em honestidade sem acidez, sem dieta e sem úlcera."
  • "As grandes convivências estão a um milímetro do tédio."
  • "Só o cinismo redime um casamento. É preciso muito cinismo para que um casal chegue às bodas de ouro." 
  • "O amor entre marido e mulher é uma grossa bandalheira. É abjecto que um homem deseje a mãe dos seus próprios filhos" 
  • "O povo é um débil mental. Digo isso sem nenhuma crueldade. Foi sempre assim e assim será, eternamente." 
  • "Em muitos casos, a raiva contra o subdesenvolvimento é profissional. Uns morrem de fome, outros vivem dela, com generosa abundância."
  • "Hoje, o sujeito prefere que lhe xinguem a mãe e não o chamem de reacionário."
  • "Sou um pobre nato e, repito, um pobre vocacional. Ainda hoje o luxo, a ostentação, a jóia, me confundem e me ofendem." 
  • "Tão parecidos, Stalin e Hitler, tão gêmeos, tão construídos de ódio. Ninguém mais Stalin do que Hitler, ninguém mais Hitler do que Stalin." 
  • "A Rússia, a China e Cuba são nações que assassinaram todas as liberdades, todos os direitos humanos, que desumanizaram o homem e o transformaram no anti-homem, na antipessoa. A história socialista é um gigantesco mural de sangue e excremento."  
  • "É preciso ir ao fundo do ser humano. Ele tem uma face linda e outra hedionda. O ser humano só se salvará se, ao passar a mão no rosto, reconhecer a própria hediondez."  
  • "Entre o psicanalista e o doente, o mais perigoso é o psicanalista."
  • "Nas velhas gerações, o brasileiro tinha sempre um soneto no bolso. Mas os tempos parnasianos já passaram. Hoje, ferozmente politizado, ele tem sempre à mão um comício."  
  • Marx roubou-nos a vida eterna, a minha e a do Otto Lara Resende. Pois exigimos que ele nos devolva a nossa alma imortal." 
  • "Hoje, o não-marxista sente-se marginalizado, uma espécie de leproso político, ideológico, cultural etc etc. Só um herói, ou um santo, ou um louco, ousaria confessar publicamente: ? 'Meus senhores e minhas senhoras, eu não sou marxista, nunca fui marxista. E mais: ? considero os marxistas de minhas relações uns débeis mentais de babar na gravata'."
  • "Ah, os nossos libertários! Bem os conheço, bem os conheço. Querem a própria liberdade! A dos outros, não. Que se dane a liberdade alheia. Berram contra todos os regimes de força, mas cada qual tem no bolso a sua ditadura." 
  • "Com o tempo e o uso, todas as palavras se degradam. Por exemplo: ? liberdade. Outrora nobilíssima, passou por todas as objeções. Os regimes mais canalhas nascem e prosperam em nome da liberdade."  
  • "Eu amo a juventude como tal. O que eu abomino é o jovem idiota, o jovem inepto, que escreve nas paredes 'É proibido proibir' e carrega cartazes de Lenin, Mao, Guevara e Fidel, autores de proibições mais brutais."  
  • "Ainda ontem dizia o Otto Lara Resende: ? 'O cinema é uma maneira fácil de ser intelectual sem ler e sem pensar'. Mas não só o cinema dá uma carteirinha de intelectual profundo. Também o socialismo. Sim, o socialismo é outra maneira facílima de ser intelectual sem ligar duas idéias."  
  • "Qualquer indivíduo é mais importante que toda a Via Láctea." 
  • "Outrora, os melhores pensavam pelos idiotas; hoje, os idiotas pensam pelos melhores. Criou-se uma situação realmente trágica: ? ou o sujeito se submete ao idiota ou o idiota o extermina."  
  • "Antigamente, o silêncio era dos imbecis; hoje, são os melhores que emudecem. O grito, a ênfase, o gesto, o punho cerrado, estão com os idiotas de ambos os sexos."  
  • "Na velha Rússia, dizia um possesso dostoievskiano: ? 'Se Deus não existe tudo é permitido'. Hoje, a coisa não se coloca em termos sobrenaturais. Não mais. Tudo agora é permitido se houver uma ideologia."  
  • "As feministas querem reduzir a mulher a um macho mal-acabado."  
  • "No Brasil, só se é intelectual, artista, cineasta, arquiteto, ciclista ou mata-mosquito com a aquiescência, com o aval das esquerdas."
  • "Estou imaginando se, um dia, Jesus baixasse à Terra. Vejo Cristo caminhando pela rua do Ouvidor. De passagem, põe uma moeda no pires de um ceguinho. Finalmente, na esquina a Avenida, Jesus vê D. Helder. Corre para ele; estende-lhe a mão. D. Helder responde: ? 'Não tenho trocado!'. E passa adiante."  
  • "A Igreja está ameaçada pelos padres de passeata, pelas freiras de minissaia e pelos cristãos sem Cristo. Hoje, qualquer coroinha contesta o Papa."
  • "Outrora, o remador de Bem-Hur era um escravo, mas furioso. Remava as 24 horas por dia, porque não havia outro remédio e por causa das chicotadas. Mas, se pudesse, botaria formicida no café dos tiranos. Em nosso tempo, o socialismo inventou outra forma de escravidão: ? a escravidão consentida e até agradecida." 
  • "Diz o dr. Alceu que a Revolução Russa é 'o maior acontecimento do século'.
  • Como se engana o velho mestre! O 'maior acontecimento do século' é o fracasso dessa mesma revolução."  
  • "Sou contra a pílula, e ainda mais contra a ciência que a inventou; a saúde pública que a permite; e o amor que a toma."  
  • "A educação sexual só devia ser dada por um veterinário."  
  • "O casamento já é indissolúvel na véspera."  
  • "A solidão começou para o verdadeiro católico. Tomem nota: ? ainda seremos o maior povo ex-católico do mundo."  
  • "Chegou às redações a notícia da minha morte. E os bons colegas trataram de fazer a notícia. Se é verdade o que de mim disseram os necrológios, com a generosa abundância de todos os necrológios, sou de fato um bom sujeito." 
  • "Acho a velocidade um prazer de cretinos. Ainda conservo o deleite dos bondes que não chegam nunca."  
  • "O artista tem que ser gênio para alguns e imbecil para outros. Se puder ser imbecil para todos, melhor ainda. " 
  • "A mais tola das virtudes é a idade. Que significa ter quinze, dezessete, dezoito ou vinte anos? Há pulhas, há imbecis, há santos, há gênios de todas as idades. " 
  • "Está se deteriorando a bondade brasileira. De quinze em quinze minutos, aumenta o desgaste da nossa delicadeza." 
  • "O homem não nasceu para ser grande. Um mínimo de grandeza já o desumaniza. Por exemplo: ? um ministro. Não é nada, dirão. Mas o fato de ser ministro já o empalha. É como se ele tivesse algodão por dentro, e não entranhas vivas." 
  • "Há na aeromoça a nostalgia de quem vai morrer cedo. Reparem como vê as coisas com a doçura de um último olhar." 
  • "O brasileiro não está preparado para ser 'o maior do mundo' em coisa nenhuma. Ser 'o maior do mundo' em qualquer coisa, mesmo em cuspe à distância, implica uma grave, pesada e sufocante responsabilidade."
  • "A grande vaia é mil vezes mais forte, mais poderosa, mais nobre do que a grande apoteose. Os admiradores corrompem." 
  • "Nós, da imprensa, somos uns criminosos do adjetivo. Com a mais eufórica das irresponsabilidades, chamamos de 'ilustre', de 'insigne', de 'formidável', qualquer borra-botas." 
  • "Tudo passa, menos a adúltera. Nos botecos e nos velórios, na esquina e nas farmácias, há sempre alguém falando nas senhoras que traem. O amor bem-sucedido não interessa a ninguém."
  • "Todo amor é eterno. E se acaba, não era amor." 
  • "O gozo é uma mijada." 
  • "Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
  • "Amar é ser fiel a quem nos trai."
  • "A fidelidade devia ser facultativa."
  • "O palavrão está corrompido pelas mulheres." 
  • "A Europa é uma burrice aparelhada de museus."
  • "O homem só é feliz pelo supérfluo. No comunismo, só se tem o essencial. Que coisa abominável e ridícula!" 
  • "O 'homem de bem' é um cadáver mal informado. Não sabe que morreu."
  • "Hoje é muito difícil não ser canalha. Todas as pressões trabalham para o nosso aviltamento pessoal e coletivo." 
  • "A cama é um móvel metafísico." 
  • "A companhia de um paulista é a pior forma de solidão. " 
  • "Só os profetas enxergam o óbvio."
  • "Toda unanimidade é burra."
  • "Só acredito nas pessoas que ainda se ruborizam." 
  • "O boteco é ressoante como uma concha marinha. Todas as vozes brasileiras passam por ele." 
  • "Assim como há uma rua Voluntários da Pátria, podia haver uma outra que se chamasse, inversamente, rua Traidores da Pátria."
  • "O jovem tem todos os defeitos do adulto e mais um: - o da imaturidade."
  • "Ou a mulher é fria ou morde. Sem dentada não há amor possível." 
  • "Toda mulher bonita leva em si, como uma lesão da alma, o ressentimento. É uma ressentida contra si mesma. " 
  • "Em nosso século, o 'grande homem' pode ser, ao mesmo tempo, uma boa besta."
  • "Deus está nas coincidências." 
  • "O que dá ao homem um mínimo de unidade interior é a soma de suas obsessões"  


Postar um comentário