Dicas de Como fazer um discurso

Existem pessoas que tem o dom da palavra. Conseguem falar em público e encantar outras pessoas com o que dizem. O conteúdo do que se diz obviamente é muito importante, mas a maior parte das vezes o que encanta é a forma.
Apesar de eu nunca ter visto (ouvido), já li várias vezes que o Ex-Presidente (Ditador) cubano "Fidel Castro", fazia (faz) longos discursos de até 10 a 12 horas de duração. Outro que também gostava de discursos longos era, o falecido recentemente, presidente venezuelano "Hugo Chavez".
Aqui não estou falando se gosto ou não de Fidel Castro ou Hugo Chaves, mas do dom de encantar plateias com suas palavras.
O nosso ex-presidente "Luis Inácio Lula da Silva", também gosta de discursar e improvisar durante esses discursos.
Alguns discursos se transformaram em históricos e são lembrados até hoje. Curtos ou longos, politizados ou não, para o bem ou para o mal.

Discursos como os de:

1- Martin Luther King, Jr: "Tenho um sonho... Que de cada localidade, a liberdade ressoe".

2- Mahatma Gandhi: "Há um poder misterioso indefinível que permeia tudo, sinto-o apesar de não o ver"

3- Don Pedro I: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação diga ao povo que fico"

4- Adolf Hitler: "Porque vocês, são carne da nossa carne, sangue do nosso sangue"

5- Winston Churchill: "Nós iremos até o fim, lutaremos...nunca nos renderemos, e mesmo que, o que nem por um momento creio, esta ilha ou uma grande parte dela estiver subjugada e à fome...o Novo Mundo, com todo o seu poder e sabedoria, dará um passo em frente para o salvamento e libertação do Velho"

6- Abraham Lincoln: "Que esta nação, com a graça de Deus, venha gerar uma nova liberdade, e que o governo do povo, pelo povo e para o povo, jamais desaparecerá da face da terra"

7- Getúlio Vargas (Carta-Testamento): "E aos que pensam que me derrotaram respondo com a minha vitória. Era escravo do povo e hoje me liberto para a vida eterna. Mas esse povo de quem fui escravo não mais será escravo de ninguém. Meu sacrifício ficará para sempre em sua alma e meu sangue será o preço do seu resgate. Lutei contra a espoliação do Brasil. Lutei contra a espoliação do povo. Tenho lutado de peito aberto. O ódio, as infâmias, a calúnia não abateram meu ânimo. Eu vos dei a minha vida. Agora vos ofereço a minha morte. Nada receio. Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na História".

Aqui um site com discursos selecionados de Getúlio Vargas
veja também Os 100 mais importantes discursos políticos americanos do século XX



Mas e nós, pessoas comuns (ou não, como diz Caetano Veloso), quando precisamos fazer algum discurso? Na escola, na festa de aniversário ou casamento, nossa ou do amigo, no trabalho, ou até quem se candidatou a algum cargo eletivo (vereador, presidente do grêmio da escola, síndico do prédio). 
Como fazê-lo?

Apesar de não ser professor de Português, nem ser especialista em discursos, li em um site em inglês 10 Tips from Lincoln on Writing a Kick-ass Speech 10 dicas usada por Abraham Lincoln para fazer discursos, e as listo aqui.

Vamos a elas:

1- Discurso curto. Não precisa ser longo para ser bonito, e impressionar.

2- Abandone as formalidades desnecessárias - Começar agradecendo e citando varia pessoas e autoridades já fará você perder a atenção do seu público. Comece indo direto ao ponto e manterá a atenção do público. Lincoln fazia isto.

3- Tenha um propósito, um objetivo - Não é para falar só por falar. Fale para comunicar uma mensagem.

4- Fale também ao coração do seu público - O discurso não tem que ser um argumento lógico, ou uma lista de realizações. Não é uma palestra. Fale com as emoções do público alvo.

5-Fale sobre verdades maiores - Ideais, causas como a nação, a liberdade, a honra, a lealdade, a persistência, o sacrifício, o amor, a esperança.

6- Fale para todos, não somente para o público da plateia - Não apenas para o público na conferência, mas para o mundo inteiro. Pense em como o seu discurso vai afetar um público maior, e qual a mensagem que você quer transmitir para eles.

7 - Uso de imagens para as pessoas visualizem o que que dizer.  Lincoln usou imagens para o nascimento, vida e morte - "concebida", "ressuscitados" e "perecer".  É importante fazer mais do que usar palavras abrandadas ou acentuadas, mas para criar uma imagem na mente das pessoas através de suas palavras. As imagens, claro, devem estar relacionadas com o seu tema central. Lula usa por exemplo "meus companheiros" ao invés de "povo brasileiro".

8- Cite frases famosas -  Lincoln abriu seu discurso com uma frase de um documento mais famoso (na época), a Declaração de Independência "que todos os homens são criados iguais". Outras famosas citações que poderiam ser mencionados incluem a Bíblia, Shakespeare, poesia, canções, livros, outros discursos, frases famosas, ditados populares. As referências podem trazer muito mais que apenas a frase ou citação que você usa, se o seu público está familiarizado com essa frase ou citação.

9- Revise seu discurso várias vezes - Lincoln escreveu várias versões de seu discurso antes de se decidir sobre a versão final. Cada revisão deve cortar o desnecessário, desenvolver a ideia central, tornar o fluxo de palavras de forma mais suave, poderoso e desenvolver imagens e frases.

10- Termine com uma frase impactante -  Lincoln terminou o Discurso de Gettysburg com a frase "que o governo do povo, pelo povo, para o povo, não desaparecerá da face da terra". E essa frase entrou para a história. Além da abertura, é a parte mais importante. Quando terminar um discurso com uma boa frase, as pessoas irão se lembrar dele e talvez até repeti-la depois.


Vejam Também:

Como fazer um discurso?
Frases Sobre Política
Frases de Nelson Rodrigues

Postar um comentário